O Tarot e a Cromoterapia


A taróloga e escritora Edelweiss Cagno em seu livro "Os segredos do tarô de Marselha" nos explica a analogia do tarot com a Cromoterapia: " As cores também fazem parte da simbologia das cartas e sua importância é fundamental. Cada carta tem um colorido especial que deve ser analisado durante a interpretação. Além da interpretação de cada cor em separado, o conjunto de cores de cada arcano, a intensidade e a predominância de uma cor específica dão indicações importantes, que devem ser levados em conta durante a interpretação.", explica Edelweiss.


Cada cor tem um significado específico dentro da Cromoterapia e esse mesmo princípio é aplicado na simbologia de cada arcano de acordo com as cores nele apresentadas.


Segundo o tarólogo Carlos Godo, "as cores correspondem às condições psicológicas ou ao estágio espiritual de cada pessoa e seu grau de apego ou desprendimento do plano físico. Cada cor representa um nível de consciência do indivíduo em um determinado  momento", explica Carlos Godo.


Alguns símbolos e nomes dos Sephiroth tem estreita correspondência com os arcanos do tarot. As 22 letras do alfabeto hebraico vinculadas aos 22 caminhos da Árvore da Vida são associados aos 22 arcanos maiores, sendo essa a causa da presença das letras hebraicas nas lâminas de alguns baralhos de tarot. Da mesma forma, os 10 Sephiroth foram relacionados com as 10 cartas numeradas dos arcanos menores. Na Árvore da Vida estão reproduzidos os 4 níveis do Universo ou 4 Mundos, que são comparados aos 4 naipes e às 4 figuras dos arcanos menores.", finaliza Constantino.