Tarot dos Anjos


O Tarot dos Anjos foi criado pela famosa escritora Mônica Buonfiglio, que foi quem introduziu o ensino da Angelogia ou Angeologia (estudo sobre os anjos) no Brasil, Portugal, EUA e Colômbia. Esse tarot é composto por 42 cartas, sendo 22 arcanos maiores e 20 arcanos menores, cada um indicando um guardião em específico. Segundo Mônica em seu livro "Tarot dos Anjos", os 22 arcanos maiores representam as 22 letras hebraicas , que desdobradas através da Cabala, encontram o nome dos 72 Anjos Cabalísticos.


Mônica ainda explica que os grandes iniciados hebreus estudavam as leis da criação do Universo, e de acordo com seus estudos, cada arcano maior está associado a uma letra do alfabeto hebraico e cada letra desse alfabeto está associada a um número. Cada palavra é uma sequência de números, que resulta em um total que expressa seu significado implícito. Já os arcanos menores mostram etapas do desenvolvimento da consciência humana que são manifestadas pelos quatro elementos, os quais são representados pelos quatro naipes: Paus/Fogo, Ouros/ Terra, Espadas/Ar e Copas/Água. O significado dos arcanos menores são fixos e sua função é de esclarecer, explicar e detalhar as informações passadas pelos arcanos maiores, principalmente em relação a prazos.


O Tarot dos Anjos além de expor os significados tradicionais dos outros baralhos de tarot, funciona como uma abertura para o inconsciente, onde mensagens importantes podem trazer mais tranquilidade ao consulente para que possa entender os caminhos de sua vida. Sua interpretação é mais direta, possibilitando assim realizarem-se previsões dentro dos próximos meses ou anos.


Um grande diferencial desse tarot são as ilustrações extraídas de grandes obras da pintura religiosa, nas quais estão representados anjos de todas as categorias. A pessoa que fizer uma consulta com esse oráculo deve estar preparada para recebr essa influência, pois estará invocando as forças celestiais.